Cirurgia Plástica Abdominal

”Aspectos Psicológicos na Mamaplastia Redutora”. - Dr. André Ferrão Vargas

Indicações
Com o envelhecimento, gravidez, alternância de ganho de peso e emagrecimento, ocorre abaulamento e flacidez do abdômen, resultando em excesso de gordura e de pele. A cirurgia plástica do abdômen remodela a região abdominal ao retirar o excesso de pele e gordura localizada abaixo do umbigo. A musculatura abdominal muitas vezes também se apresenta flácida e o tratamento do músculo reto abdominal é realizado. Não é uma cirurgia para emagrecimento e sim para o remodelamento do abdômen.

O umbigo original é mantido, e reposicionado. O tratamento de eventuais hérnias umbilicais é também realizado. Várias técnicas existem para o reposicionamento umbigo. A técnica pode variar para cada paciente de acordo com a necessidade para manter a naturalidade da cicatriz umbilical, um aspecto muito valorizado pelos pacientes.

Indicação Cirúrgica

Cicatrizes
A cicatriz resultante de uma dermolipecitomia localiza-se horizontalmente logo acima dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdômen a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho e passará por vários períodos de evolução. O aspecto final é em geral muito bom com uma linha bastante discreta como resultado final da cicatrização.

NA MÍDIA:

Mamas com menor excesso de glândula e pele podem ser tratadas com menores ressecções e cicatrizes resultantes também menores. Nestes casos, as cicatrizes podem ser ao redor das arérolas ou verticais, na parte inferior das mamas.

Mamas com grandes volumes e grande excesso de pele devem ser tratadas com retiradas maiores de glândula e pele. Nesses casos, as cicatrizes resultantes são maiores, remetem à cicatriz ao redor da aréola e à vertical inferior e ainda à uma cicatriz horizontal na altura
do sulco mamário.

As mamas muito flácidas podem se beneficiar da colocação de implantes mamários para melhora de sua consistência e forma à critério da paciente e da indicação Médica.

A associação de implantes mamários às ressecções de glândula e pele é um refinamento interessante para o resultado das mamoplastia. Quando bem indicada, essa associação oferece resultados naturais e duradouros. Nesses casos, a escolha do implante correto, bem como da técnica para redução da quantidade de pele é fundamental para o resultado satisfatório da cirurgia.

O planejamento cirúrgico adequado, levando em conta o tipo físico da paciente, o volume mamário, a densidade de sua glândula mamária e quantidade de pele deve ser individualizado e criterioso.

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Pós-Operatório

MINI-ABDÔMIEN – MINI-DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL
A cirurgia de mini-abdômen permite também a remoção do excesso de pele e gordura, bem como o tratamento dos músculos abdominais, sem abordagem do umbigo. A incisão é bem menor do que a da dermolipectomia abdominal convencional. Destina-se a pacientes com pequeno excesso de pele na parte inferior do abdômen. É freqüentemente realizada em mulheres jovens, com uma única gestação e com peso estabilizado. Pode ser associada a lipoaspiração abdominal em pacientes que apresentem pequeno grau de flacidez abdominal infra-umbilical.

IMPORTANTE:
 A avaliação do paciente em consultório é fundamental para o diagnóstico correto e a indicação do plano de tratamento adequado. Aguardo seu contato para, de maneira individualizada, orientar e planejar o seu procedimento cirúrgico.

WhatsApp chat