Cirurgia plástica para homens 

A busca por qualidade de vida e por uma melhor aparência têm motivado cada vez mais o público masculino a buscar por tratamentos estéticos e de cirurgia plástica. Uma motivação importante para os homens é manter a aparência jovem, saudável e bem disposta para seguir competitivo no mercado de trabalho.

Atualmente, o público masculino responde por cerca de 20-30% dos atendimentos em consultórios buscando por tratamentos estéticos, procedimentos minimamente invasivos e cirurgias plásticas.

Em 2013, um total de 184.933 operações estéticas foram feitas no país em homens – 12% do total. Só a lipoaspiração, levou 27.529 deles ao bisturi para reduzir gordura localizada – especialmente na região do submento (papada), nos flancos, onde se instalam os pneuzinhos, e no abdômen.

Cirurgia plástica mais realizada pelas mulheres brasileiras, a lipoaspiração tornou-se também a líder entre os homens adultos no país, um público que tradicionalmente foge dos médicos.

Os dados inéditos foram extraídos do relatório da Isaps (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética), divulgado em julho 2014.

Um outro estudo da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e do Ibope constatou que, em 2012, a lipoaspiração  ocupava o terceiro lugar no ranking (15 mil cirurgias).

Em números absolutos, a correção de ginecomastia (crescimento anormal das mamas) ainda é a operação estética masculina mais feita. Em 2013, foram 34.754 procedimentos no país e cerca de 80% deles são realizados na adolescência, o que coloca a lipoaspiração na liderança e entre os 25 e 50 anos.  

A forma ideal para o corpo masculino é a atlética, com ombros e tórax largos, abdômen tonificado e área estreita de quadril e de coxa. No entanto, à medida que o homem envelhece, as áreas de gordura tendem a se acumular em torno do abdômen, nas laterais (“pneuzinhos”), na área do peito (condição chamada ginecomastia), e ao longo do queixo e do pescoço (papada). Muitas vezes, os homens se submetem à lipoaspiração para remover estas áreas de gordura que são resistentes à dieta e ao exercício físico.

Em muitos casos, apenas a lipoaspiração efetivamente corrige estas áreas. Os homens mantêm a elasticidade da pele mais tempo que as mulheres, e a área de gordura abaixo da pele tende a ser mais firme e mais vascularizada que a das mulheres. Devido a estes e a demais fatores, a lipoaspiração em homens é geralmente muito eficaz. Homens com boa elasticidade da pele e quantidade moderada de excesso de gordura abdominal ou peitoral podem se beneficiar da lipoaspiração. Muitos homens que fazem lipoaspiração também têm optado pela lipoescultura. A transferência de gordura   permite melhorar o contorno da região peitoral ou glútea e pode ser utilizada para repor volume de gordura perdido na face no processo de envelhecimento.

Repouso inicial é necessário, mas o retorno às atividades de trabalho é precoce, em torno de uma semana após o procedimento. Devem ser mantidos cuidados pós-operatórios como drenagens linfáticas e cintas cirúrgicas por três a quatro semanas. O retorno às atividades físicas é indicado, em geral, após quatro semanas.

O resultado final da lipoaspiração em homens costuma ser melhor do que das mulheres. Isso porque eles mantêm a elasticidade da pele por mais tempo, e a área de gordura abaixo da pele tende a ser mais firme e mais vascularizada. Mas eles costumam ser mais exigentes e se preocupam muito em diminuir ao máximo o tempo de recuperação do procedimento, o que é possível pro meio de cuidados intensivos de drenagem linfática e ultrassom no pós-operatório.

Os melhores candidatos para essas cirurgias são pacientes que já fez dieta e exercicios, mas mantém áreas de gordura localizada no abdômen, nos flancos e no pescoço. O paciente experimenta no pós-operatório a sensação de usar roupas mais justas e elegantes e está mais confiante para ir à praia ou à piscina.

Os homens que têm flacidez moderada de pele, bem como áreas de gordura em excesso, tem indicação de procedimento lipoaspiração associado a retirada  de pele. A excisão de pele no abdômen é localizada em dobras de pele muitas vezes cobertas naturalmente por pelos e por trajes de praia.

Os homens têm recorrido mais à lipoaspiração por pressão do mercado de trabalho, uma vez que o mundo corporativo está mais competitivo e exige boas condições físicas e estéticas. Os pacientes querem ter uma melhor apresentação para seus clientes, especialmente entre os 40 e os 50 anos.

A flacidez de pele em maiores quantidades, associada a flacidez muscular pode ser corrigida por abdominoplastia.  Essa opção é indicada para homens que têm pele abdominal em avental (geralmente resultado de grande perda peso), músculos abdominais flácidos e/ou hérnias abdominais. A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que remove o excesso de gordura, comprimi os músculos da parede abdominal e reduz a cintura. Homens que se submetem à abdominoplastia são muitas vezes surpreendidos pelo longo período de recuperação. Os pacientes voltam a trabalhar três a quatro semanas após a cirurgia.

Outras cirurgias que merecem destaque são as cirurgias de pálpebras, as blefaroplastias. Essas são as cirurgias faciais de preferência e corrigem o olhar cansado provocado pelo excesso de pele e bolsas de gordura, muitas vezes relacionado à perda de vitalidade, o que não é bom para a aparência de alguém em plena atividade aos 40-50 anos.

As cirurgias de nariz, as rinoplastias, são realizadas por pacientes de idades variadas e permitem além dos ganhos estéticos, correções funcionais com a correção de desvio septais o que melhora a respiração e muitas vezes também a qualidade de sono.

As cirurgias de otoplastias permitem ganhos estéticos desejados muitas vezes por anos de pacientes que apresentaram alterações desde a infância das chamadas orelhas em abano. A correção das orelhas em abano normalmente é indicada na infância, mas é bastante comum a procura por esse tipo de procedimento por adultos. As motivações são variadas, desde traumas infantis ao desejo de maior auto-confiança para as atividades relações interpessoais e de trabalho.

Entre os procedimentos não cirúrgicos, a toxina botulínica (botox) lidera, com 49.968 aplicações em 2013.

A procura por aplicações de Botox, que causa a paralisia seletiva de músculos faciais com função aumentada, promove o tratamento e mesmo prevenção de rugas na região da testa e dos olhos apresentando grande aceitação.  A aplicação de Botox em homens prevê usualmente maiores doses de toxina botulínica que a aplicação em mulheres uma vez que a musculatura facial masculina é mais forte e os músculos mais potentes.

Da mesma forma, as aplicações de preenchedores passa a ter destaque por corrigir rugas mais profundas e sulcos ou mesmo repor volume em regiões do rosto que sofrem alterações com o tempo, como as maçãs do rosto. A utilização de ácido hialurônico é a preferência. Muito comuns são as aplicações de preenchedores no sulco naso-geneano, o chamado ”bigode chinês”, e no sulco naso-jugal, na região das ”olheiras”.  Na região próxima aos olhos, devem ser utilizados preenchedores de ácido hialurânico de baixa densidade (skin boosters) são as opções mais adequadas para resultados  naturais e pouco edema após a aplicação.

As aplicações de toxina botulínica e de preenchedores são procedimentos rápidos, não requerem maiores cuidados e o resultado aparece em poucos dias, o que agrada os pacientes que não desejam perder tempo na recuperação.

Os tratamentos de pele importantes para uma melhora no aspecto geral da face. A indicação de peelings químicos de uso Médico e ainda de aplicações de lasers para tratamentos de rugas finas, sequelas de acne e manchas pode oferecer resultados muito satisfatórios.

O uso de peelings superficiais e de uso de fórmulas e cremes esfoliantes promovem promovem a limpeza e a renovação da pele e para a manutenção do aspecto saudável da pele.

As opções de tratamentos são muitas e uma coisa é certa: os homens estão batendo à porta dos consultórios de cirurgia plástica cada vez mais. Há aqueles que não revelam no trabalho e mesmo aos amigos que fazem que procedimentos estéticos ou cirurgias plásticas. Outros falam de seus tratamentos e cirurgias abertamente, argumentando que o normal é se cuidar mesmo.