Tels.: RJ - (21) 2247.5713 | SP (11) 2309.4590 | PA (51) 3333.1189

  • facebook Dr. Andre ferrao vargas
  • sociedade brasileira de cirurgia plastica
  • International Society of Aesthetic Palastic Surgery


Cirurgia Plástica Abdominal <br/>Dermolipectomia abdominal

Cirurgia Plástica Abdominal
Dermolipectomia abdominal

Cirurgia Plástica Abdominal
Dermolipectomia abdominal

Indicações
Com o envelhecimento, gravidez, alternância de ganho de peso e emagrecimento, ocorre abaulamento e flacidez do abdômen, formado excesso de gordura e principalmente de pele. A cirurgia plástica do abdômen remodela ao retirar o excesso de tecido (pele e gordura) que se acumula abaixo do umbigo. A musculatura abdominal muitas vezes também se apresenta flácida e o tratamento do músculo reto abdominal é realizado. Não é uma cirurgia para emagrecimento e sim para o remodelamento do abdômen e retirada do excesso de pele desde a linha do umbigo até a região pubiana.•

O umbigo original é mantido, reposicionado e, se necessário, remodelado. Deve-se levar em conta que, circundando o umbigo existirá uma cicatriz. O tratamento de eventuais hérnias umbilicais é também realizado. Várias técnicas existem para o reposicionamento umbigo. A técnica pode variar para cada paciente de acordo com a necessidade para manter a naturalidade da cicatriz umbilical, um aspecto muito valorizado pelo pacientes.

MINI-ABDÔMIEN – MINI-DERMOLIPECTOMIA ABDOMINAL
A cirurgia de mini-abdômen permite também a remoção do excesso de pele e gordura, bem como o reposicionamento dos músculos abdominais, sem a alteração do umbigo. A incisão é bem menor do que a da dermolipectomia abdominal convencional. Destina-se a pacientes com pequeno excesso de pele na parte inferior do abdômen. É freqüentemente realizada em mulheres jovens, com uma única gestação e com peso estabilizado. Pode ser associada a lipoaspiração abdominal em pacientes que apresentem pequeno grau de flacidez abdominal infra-umbilical.

Idade Ideal
Aconselhado para pacientes com grandes perdas ponderais em qualquer idade (ressecção de pele somente) e nas pacientes que tenham todos os filhos. A realização da dermolipectomia, não impede uma nova gestação.

Cicatrizes
A cicatriz resultante de uma dermolipecitomia localiza-se horizontalmente logo acima dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdômen a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho e passará por vários períodos de evolução.
Cicatrizes Inestéticas, Hipertróficas e Queloideanas
As cicatrizes inestéticas, hipertróficas e queloideanas são passíveis de futuras revisôes cirúrgicas, caso venha a ser necessário.
Isto acontece em decorrência de anomalias na evolução cicatricial que podem ocorrer em certas pacientes por causas genéticas ou mesmo inflamações ou infeção pós-operatória (causas menos comuns).
A correção pode ser feita mediante uma pequena cirurgia sob anestesia local, após alguns meses de evolução.
As cicatrizes queloideanas, podem ser tratadas com betaterapia para minimizar riscos de recorrência.




Cirurgia Plástica - Cirurgião Dr. André Ferrão Vargas
Visconde de Pirajá 595, Ipanema Rio de Janeiro
(21) 2247.5713 | (21) 9101.1232
(11) 2309-4590 | (11) 96348.0978
(51) 3333.1189

facebook Dr. Andre ferrao vargasAcesse nossa página no Facebook
©2017 Agência ((Kapta))
Publicidade & Marketing Político
Criação de Sites

©2017 Dr. André Ferrão Vargas - todos os direitos reservados